Curso de linguiças artesanais? A opinião de quem fez!

Esse negócio começou quando fui num churrasco na casa de um amigo meu. Ele queria me mostrar um novo passatempo dele: produção de linguiça artesanal. Depois da nossa conversa e ele todo feliz falando que fez um curso online, me mostrou o curso que ele fez, falou que era bem barato e foi me mostrando as que ele fez, eu fiquei interessado sobre o assunto. Depois de pesquisar um pouco, eu descobri um mundo novo chamado charcutaria.

A charcutaria pra quem não sabe é a arte da criação de carnes embutidas como salame, linguiça, bacon, calabresa, etc.

charcutaria: salames, linguiças, calabresa, bacon

Carnes embutidas é felicidade garantida (ainda mais se forem defumadas)

Eu sempre gostei de embutidos, os meus preferidos são: bacon, calabresa, salame, mortadela, salaminho, linguiça ou qualquer coisa que esteja defumada. Acho que vem desde pequeno, eu me lembro que sempre comia embutidos e carnes caseiras defumadas na casa da minha avó. Ela morava no interior de Minas e lá ela que criava o porco, engordava ele e depois aproveitava tudo do porco, desde o pé até a cabeça e tudo muito natural. Eu acho que hoje isso é uma tendência de resgatar esses valores que a gente tem e que tinha antigamente, de fazer nossa própria versão das coisas ao invés de comprar, igual às comidas que as nossas avós faziam e que era na verdade um cozimento longo elas demoram a amanhã inteira fazendo elas “a moda mineira”, tinham umas latas de gordura para guardar a carne de porco frita, as linguiças caipiras feitas todas penduradas em cima do fogão de lenha, boas lembranças.

Hoje está na moda falar que carne com gordura faz mal, eu nem dou ideia, o que eu sei é que esses embutidos na churrasqueira e uma bela cerveja, ahhh meu amigo, isso sim faz muito bem para o meu coração :-), ainda mais se tiver defumado então, é só felicidade.

Então, voltando ao tal curso de fabricação artesanal, eu me interessei na possibilidade de criar minhas próprias caseiras defumadas, por isso eu comprei esse curso que o meu amigo comprou e comecei a estudar primeiro sobre como fabricar a minha versão caseira. Eu acho que esse é o primeiro e mais simples passo pra começar na charcutaria artesanal (depois de ficar fera nesse curso eu vou partir arrumar um defumador pra elas 🙂 ). Sem falar que linguiça e churrasco é uma excelente combinação.

Linguiças industrializadas estão ficando ruins

Todo churrasco tem que ter uma linguiça boa e um pãozinho de alho não é? Pão de alho bacana eu já aprendi a fazer uma pasta de alho muito boa, agora só faltava arrumar uma linguicinha boa.

O problema é que hoje tá ruim demais que encontrar um linguicinha boa e este foi outro motivo que me fez comprar este curso. Hoje, cada vez mais, as versões industriais estão muito ruins, umas só tem gordura, outras mais parece salsicha de tanto que moeu a carne, em outras eles colocam uns restos de carne esquisita e nervos dentro, não são puras. Em outras parecem que estavam com miséria de temperar, sem falar que se você quiser saber onde comprar uma diferente com um tempero com mais pimenta, por exemplo, você vai ficar querendo, porque não tem e olha que eu já procurei bastante. As vezes você dar sorte de encontrar uma artesanal, mas muitas vezes não tem nada de especial nelas. Eu me lembro de um caso de uma com pimenta biquinho: uma vez quando eu fui comprar carne no açougue, o açougueiro veio falando que tinha uma especial com pimenta biquinho. Acabei que eu comprei, mas no final das contas, em 2 kg eu achei duas pimentas biquinho só. É complicado.

Eu não sei o que, mas ultimamente eu to vendo muita gente começando a preferir coisas caseiras e artesanais ao invés de ficar comprando industrializado: hambúrguer caseiro, comida caseira, ketchup caseiro, molho de alho caseiro, molho de pimenta caseiro, cerveja artesanal caseira… Pare pra perceber que muita gente ta preferindo as coisas mais caseiras do que as industrializadas cheias de química.

Ainda por falar em produtos ruim, você se lembra daquele problema de fazer churrasco ruim para os convidados? Então, muitas vezes as que você faz na churrasqueira pode está ficando muito seca ou sem graça mais por conta da qualidade do que pelo churrasqueiro mesmo entendeu. Não adianta ser o melhor churrasqueiro se a qualidade é ruim.

Minhas dicas para você começar a fazer sua própria linguiça sem perder tempo

Como eu já to pegando o jeito aqui, eu vou compartilhar com vocês algumas dicas pra vocês já começarem direito nessa empreitada. No final das contas, fazer a minha própria linguiça caseira foi bom pra eu poder fugir das tradicionais que a gente compra no supermercado que sabemos que não é muito saudável e nem mesmo tão saborosa. São muitos conservantes que eles usam, muitas vezes muda até o sabor da carne, a gente nem sabe o que tá comendo.

Dica 1: Como temperar a carne da linguiça

Em relação aos temperos, você pode temperar ao seu gosto, eu curto muito tomilho, sal e tempero baiano com alho e pra dar aquele toque especial que eu coloco estes condimentos: pimenta biquinho, pimenta malagueta, pimenta do reino e da salsinha e cebolinha fresca.

O segredo da receita é o seu tempero, é onde está toda a diversão, use a sua criatividade para criar sua personalizada. Que graça tem de fazer ela parecida com a do mercado? Da mesma forma que você se empenha pra fazer um churrasco bem saboroso e maneiro, empenhe-se em fazer sua artesanal. E depois de pronto, não saia falando pro outros o tempero da receita que você usou, isso é o seu segredo do chefe :-).

Outra coisa: Use preferencialmente temperos frescos, tempero muito seco pode acontecer de ficar ruim. Tirando isso, você pode colocar qualquer tempero fresco ao seu gosto.

Dica 2: Sobre a carne para linguiça

Vou falar pra você a fórmula ideal que serviu pra mim e para ficar saborosa do jeito que eu queria. Eu uso um quarto (1/4) ou 25% de alguma parte mais gordurosa do porco (pode ser a gordura da barriga), eu acho que esta porção de gordura dá mais sabor. A outra parte (75%) a gente pode misturar dois cortes que eu acho bem saborosos também: o pernil e o lombo, uma tem o sabor mais suave e a outra é um pouco mais seca. Juntando isso e adicionando a parte de gordura eu acredito que fique uma combinação bem bacana.

Quando for limpar a carne, tire os nervos dela para ficar apenas a carne, ninguém gosta de comer carne com nervo (já comprei muita linguiça assim, é bem complicado viu).

Para ter outros sabores e texturas diferentes, experimente outros tipos de cortes de carne suína pra ver como fica. Da mesma forma que o tempero, depois que fazer com carne de porco, tente com outras carnes também, as versões com frango fica bom, muito bom também. Pra fazer eu uso 80% de sobrecoxa e 20% de peito de frango.

Dica 3: Moer a carne da linguiça

Se você ainda não tem máquina de moer, no açougue peça pro campeão lá para moer no moedor maior, fala pra ele que você quer que a carne moída fique com pedaços maiores entendeu? Isso também pra na hora de assar ou fritar ela fique bem suculenta e não perca toda essa água que ela já tem.

Dica 4: Sobre qual tripa comprar

Bom você pode usar a tripa fresca ou a de colágeno. A de colágeno eu achei melhor, mais prático e mais fácil pra começar a trabalhar, a tripa natural precisa hidratar antes de usar. Para fazer a versão fina, eu sugiro que você compre uma tripa de calibre número 21.

Dica 5: Na hora de encher a linguiça

Pra quem ta começando, um funil já resolve, não precisa sair gastando dinheiro não. Um filtro de alumínio de bico mais largo, na hora de encher, se rasgar não tem problema você corta o pedaço que rasgou e começa de novo sem problema.

Misture bem a carne com o tempero pra ficar bem temperado tudo, se quiser colocar um pouco de água gelada ou vinho (vai deixa-la com aquele tom de vermelho) pra massa ficar mais encorpada, pode colocar. A massa não pode ficar quebradiça, no final tem que ficar uma massa igual pegajosa igual a massa de pedreiro.

Mantenha a carne mais fria na hora do preparo, se a carne esquentar muito a gordura pode separar. Quanto menos a gordura se soltar, melhor, vai ficar bem mais suculenta. Faça o seguinte: Deixe a carne com temperatura quase de congelar antes de moer ou cortar ou colocar na tripa.

Então é só ir enchendo, depois de ensacado você pode embalar, armazenar direito. Separe algumas frescas para você fazer igual eu faço: ir direto pra churrasqueira:

Depois de tudo pronto você pode fazer muito mais coisas: pode defumar (a próxima coisa que eu quero aprender), poder cura-la para conservar, fritar, fazer com pão de alho, na churrasqueira inclusive. Outra coisa bacana: pode vender e começar a ganhar uma grana.

Fazer linguiça artesanal é complicado?

Puxa depois de tanta dica boa, estou quase virando um professor. Vendo todas as minhas dicas você deve pensar que fazer artesanalmente é complicado. É difícil mesmo? Claro que não campeão. Eu achava que era complicado, mas eu vou te explicar porque não é: a carne você já compra mesmo, se o açougueiro não tiver moedor maior pra pedaços maiores de carne, você pode pegar a carne e ir cortando com a faca mesmo em pedaços pequenos.

O mais básico que você vai precisar pra fazer é um funil com um bico maior (em um mercadão ou numa casa que vende coisas de cozinha, procure por funil). Se mesmo assim você tá sem grana mesmo, pode usar uma garrafa pet pra encher a sua linguiça (corte uma garrafa pet ao meio e está pronto o seu funil), não tem desculpa. Sobre a tripa, pra quem ta começando, compre um rolo de tripa de colágeno, eu comprei um rolo com 17 metros de tripa de colágeno no mercadão aqui por R$10,00.

Depois se você curtir a arte da charcutaria, você pode comprar outras máquinas e equipamentos: tripa natural suína, sal de cura, uma máquina para moer carne, um canhão (é um aparelho para ajudar na hora de encher), etc.

Portanto, a questão é que não é só sair fazendo de qualquer jeito, não é assim que funciona, qualquer um faz, mas tem que saber as técnicas certas. É a mesma coisa com outros alimentos, tem que saber como faz. Eu já falei isso no post sobre como fazer um churrasco, tudo tem suas técnicas, truques e segredos, fazer linguicinha artesanal não é diferente, tem suas técnicas, truques e segredos. Se você fizer algum passo errado, pode estragar tudo.

Portanto, a forma mais barata, rápida e eficiente de aprender é fazendo um curso. Se eu não tivesse feito o curso, eu não estava te mostrando as minhas técnicas secretas, ao contrário, eu estava até agora tentando fazer tudo errado, gastando carne atoua, talvez já tivesse até desistido.

Muitos não compram nenhum curso e ficam assistindo vários vídeos do youtube pra tentar entender como se faz. Além dos videos serem incompletos ou muito resumidos, nos comentários tá cheio de gente perguntando a quantidade de tempero que o cara usou, o tipo da tripa e quem postou não deu nenhum detalhe, ai é complicado aprender assim. Isso é só pra te mostrar um exemplo de quando as pessoas tentam aprender as coisas sem um curso passo-a-passo, quero te mostrar que as pessoas que tentam aprender sozinhas demoram pra encontrar as informações corretas, ficam com dúvidas simples e muitas das vezes não tem ninguém para respondê-las.

Então resumindo tudo, você precisa de um curso para te ensinar os verdadeiros truques para fazer a sua caseira passo-a-passo. Imagina impressionar seus amigos e as cunhadas com uma linguiça caseira feita por você? Isso já aconteceu comigo, num sobrou foi nada, pessoal até encomendou algumas comigo.

Curso de Linguiça Artesanal funciona mesmo?

Hoje eu consigo fazer uma linguiça especial (bem apimentada) e considero a minha a melhor para o churrasco. Isso porque eu faço a minha aqui em casa com o tempero que eu quero (boto muita pimenta) até queijo dentro dela já fiz, fica muito bom. Já estou até começando a vender pra galera que vem aqui em casa, estou até pensando em montar uma pequena fábrica para vender.

E você aí? Já pensou em aprender todas as técnicas de fabricação de linguiças artesanais? De forma fácil, rápida e direto ao ponto? Já na primeira semana você é capaz de fazer a primeira leva. Veja as receitas que tem no curso:

  • As linguiças mais famosas: tradicional, toscana, mista, de picanha, modelos regionais, alemã e de peixe
  • Moagem ideal da carne
  • Aprenda ensacar da forma correta
  • Tipos de tripa
  • Dicas para o tempero perfeito (Esse módulo é o que eu mais gostei!!!).
  • Como conservar por mais tempo

E tem mais: Eles dão muitos bônus no curso. Esses livros bônus são muito bons porque tem muita dica boa para te ajudar, veja:

  • Livro Digital Molhos Finos: vai te ajudar a fazer uns molhos especiais para acompanhar a linguiça.
  • Livro Digital Congelamento: vai te mostrar como armazenar e congelar do jeito certo depois de pronta.
  • Calculadora de Ingredientes: vai te ajudar a calcular os ingredientes na medida certa pra não ter desperdício e pra não errar no tempero e ela ficar temperada na medida certa.
  • Calculadora de Custo de Fabricação: lembra que eu falei la em cima de montar uma mini fábrica? Então essa calculadora é a chave, ela faz tudo para você.

Veja alguns depoimentos da galera que está fazendo o curso:

Na minha opinião é um curso excelente, tem tudo que você precisa saber, um passo-a-passo completo com os segredos para fazer sua linguiça artesanal com um conteúdo que te mostrar do inicio ao fim para você não perder tempo.

Então é isso campeões, tudo de bom para vocês, vou ali ver a churrasqueira e colocar uma delícia de picanha e algumas linguiças pra assar (tirei até uma foto depois de pronta), até mais!



seta


Clique aqui e comece HOJE a fazer suas próprias linguiças artesanais!

 

Atualização: Eu vi aqui que o curso está com uma promoção imperdível, eu não comprei por esse preço na época. Não sei até quando vai durar, então corre, não perca tempo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...
Summary
Review Date
Reviewed Item
Curso de Linguiça Artesanal Completo
Author Rating
51star1star1star1star1star
Compartilhe com a galera...